11 3675-2231 / 3862-6263
Novos telefones: 11 95233-3295 / 94590-7868 / 11 98116-7230
Rua Cardoso de Almeida, 1.369
Perdizes - São Paulo/SP
contato@barbacantes.com.br
Escute as músicas mais tocadas no BB
>> ACONTECEU
Quem vê cara não vê caralhão
Amigas do Bacantes, depois de um bom tempo como frequentadora, aprendi que não devemos julgar os homens que frequentam o BB apenas pelo rostinho bonito. No início, eu ficava reparando nos caras, ainda na andar de baixo, vendo quais eram os mais bonitinhos ou com o corpinho, aparentemente, em forma. Quando subia para o andar de cima, ia atrás dos melhores. O problema é que, no térreo, todos circulam vestidos ou de roupão e, sendo assim, muitas vezes me decepcionei com rapazes bonitos de rosto, mas com pintos pequenos ou que não subiam nem com reza braba, ou pior, quando gozavam em cinco segundos de foda. Aprendi que os bons pintos e os bons amantes muitas vezes são aqueles caras que, aparentemente, não são uma "Brastemp". Como do episódio com o "tiozinho caralhudo". Era um sábado. A casa estava cheia e, de repente, eu e meu marido reparamos em um tiozinho que circulava sozinho pelo térreo do BB. Ele tinha, no máximo, um metro e meio de altura e devia ter uns 60 anos de idade. Era moreno, quase pardo e, para esconder a idade, usava uma tinta no cabelo bem forte e preta, tão falsa e desproporcional que evidenciava ainda mais sua idade. Vestia roupa social, com a camisa abotoada até o pescoço. Pouco depois, vimos que ele foi até o vestiário, tirou toda a roupa e guardou. Sem roupa, era ainda mais estranho, pois não era gordo, mas tinha uma enorme barriga sobressalente. Pensei que iria tomar banho, mas não. Completamente nu e descalço, ele subiu as escadas para o andar de cima. Seguimos ele. Ele ficou um tempo vendo casais transarem, enquanto se masturbava. O pinto, mole. Mas...de repente...o caralho começou a crescer, cresceu imensamente. Ficou muito, muito duro. Era grande, comprido, muito grosso e com uma enorme cabeça. Era desproporcional ao tamanho daquele homem pequeno. Ele continuou andando por lá, completamente pelado, mas agora ostentando o caralho gigante, que chamava a atenção de todos. Enfim, chegou próximo a uma senhora deitada, que lhe estendeu a mão. Ele pulou em cima dela e começou a fodê-la. As estocadas eram fortes e vigorosas. A senhora começou a gritar de tesão, entusiasmada com aquele imenso caralho provocando um estrago em sua xana. Ela gozou gritando. A cena chamou ainda mais a atenção do povo. E, como propaganda é a alma do negócio, pouco a pouco o "tiozinho caralhudo" comeu várias mulheres. Moças, senhoras, altas, baixas, gordas, ele não deixou passar nada, sempre com o caralho duro, que não amolecia de jeito nenhum. O tiozinho da casa foi quem proporcionou mais orgasmos a mulherada, naquela noite. Depois de fuder com dois caras, decidimos, eu e meu marido, irmos embora. Entrei no banheiro coletivo para me banhar e encontrei o tiozinho embaixo de um chuveiro. O pau ainda estava duro. "O senhor se deu bem, heim", falei para ele. Ele riu e falou: "a mulherada gosta dele" e segurou o pauzão. "Não vi o senhor gozando". Ele respondeu: "não tenho pressa, por isso que ele ainda está duro, olha que bonito", e apontou ele para mim. "ele está bem quente, quer pegar?" Nesta hora, Paulo perguntou se ele podia pegar. Ele pegou o pau do tiozinho e me disse: "amor, vem segurar!! o pau está pelando de quente". Fui lá e segurei. O tiozinho perguntou para mim: "quer dar?" e antes que eu respondesse, perguntou para Paulo: "posso comer?" Paulo disse, que eu é que decidia. Falei que iria aguardar ele sair do banheiro, mas ele disse: "te como aqui mesmo. Fica de quatro, filha." Me pus de quatro e senti a mão dele, suja de cuspe, molhando minha buceta. De repente, a verga foi entrando. Que caralho!!!!! Quenteeeee....enoooorrrmeeee....duuuurooooo....com força, fodendo de verdade minha buceta. Gozei muito gostoso, no chão do banheiro. Nunca mais vi o tiozinho no Bacantes. Mas ele deixou uma lição: quem vê cara, não vê caralhão.
Enviado por: Paulo e Paula em 19/06/2015 - 00:12hs.
Comentários:
<< Deixe seu comentário >>
Nome: negro swing
Comentário: mulheres que vão em uma casa de swing,tem que ir para gozar sentir prazer,não para arrumar casametos, não vão pela carinha bonitinha, vcs pode imprencinar, abraço...beijo
Enviado em 14/08/2015 - 21:18hs.

 
Curta a nossa Fan Page
fb.com/barbacantesswing
RECEBA INFORMATIVOS
E PROMOÇÕES DO BB
COMO CHEGAR

Exibir mapa ampliado
Todos os direitos reservados - copyright©2014 - BAR BACANTES - Vinte anos dedicados aos swingers.
Desenvolvido e criado por DAJ DESIGNERS