11 3675-2231 / 3862-6263
Novos telefones: 11 9 6834-5093 (Tim) / 9 8840-0357 (Claro)
Rua Cardoso de Almeida, 1.369
Perdizes - São Paulo/SP
contato@barbacantes.com.br
Escute as músicas mais tocadas no BB
>> ACONTECEU
Boquete inesquecível
Depois que meu marido contou uma experiência que o marcou no BB, vou contar uma que nunca esquecerei. Hoje sou uma mulher totalmente liberal e me divirto demais no BB, mas, nem sempre fui assim. Quando eu e o Paulo começamos a frequentar a casa, era muito tímida. Adorava o lugar, ficava louca de tesão, mas tinha receio de mostrar meu corpo. Também tinha receio de como meu marido iria reagir, de fato, se eu "brincasse com outro homem". Ele dizia que eu era livre para fazer o que quiser, mas sei que uma coisa é imaginar uma fantasia e outra é vive-la. Depois de algumas visitas à casa, onde apenas assisti ao desfile de homens de pau de fora, sem contudo, me aproximar deles, finalmente, incentivada pelo Paulo, entrei em uma cabine do labirinto e toquei punheta para um rapaz. Tive vergonha...medo...e tesão. Depois da primeira experiência, fiquei mais confiante e mais à vontade em relação a reação do meu marido. Vieram, então uma sequência de visitas em que punhetei muitos homens, sempre no labirinto. Era gostoso demais, sentir todas aquelas rolas em minha mão. Todas quentes, duras. Grandes, pequenas, grossas, finas, rosadas, negras. Algumas com só um fiozinho de porra. Outras, encharcando minha mão com "leite quente". É maravilhoso sentir todos aqueles machos pulsando, vibrando na minha mão. Verdadeiros garanhões, se acabando de prazer em minhas mãos e dedos. Aconselho a todas a mulheres que querem romper a barreira de ter o primeiro contato sexual com outro homem, na presença do marido, a iniciarem a experiência no labirinto, pegando em pintos, brincando com eles, tocando punhetas. Mas meu relato nem é sobre punhetas, mas sim sobre boquetes. Sobre o meu primeiro boquete no BB. Já estava relaxada quanto a punhetar homens ali, mas ainda tinha resistência quanto a chupar um pau. Nessa época, ficamos amigos de um casal mais experiente. A amiga me incentivava a avançar, explorar coisas novas, a começar por uma chupeta. Me dizia: "se você curte chupar uma rola, no caso a do seu marido, tente chupar outras aqui. Você vai gostar". Mas eu relutava, ainda achando que meu marido não ligava para eu punhetar, mas talvez ficasse chateado se eu enfiasse um pau na boca e chupasse. Certa noite, depois de duas latinhas de cerveja, sem comentar nada com ninguém, resolvi que iria tentar. Puxei meu marido para o labirinto e comecei a punhetar os rapazes que apareciam, esperando por uma rola que me desse vontade de chupar. De repente, apareceu uma rola comprida, não muito grossa, mas com uma bela cabeça. Ela já estava bem dura, muito dura mesmo. Me posicionei em frente a ela, trouxe-a para bem perto da boca e olhei para o Paulo. Ele estava sorrindo e me disse: "Chupa, chupa, chupa amor". Abocanhei de uma vez e dei uma longa chupada. Senti o sabor levemente salgado, misturado ao gosto e ao cheiro da pele do pau. Enfim, senti o sabor de um delicioso caralho, quando se chupa um. Aquele pau duro parecia um pedaço de ferro, com a ponta de carne, em minha boca. Comecei a chupar gostoso. De repente, meu marido percebeu quem era o dono do pau e disse: "É o fulano". Era, justamente, o esposo do casal amigo. Fiquei sem graça e o tirei da boca. Lá de fora, ouvi ele dizer. "Parou porque, fulana? Está tão gostoso." Fiquei ainda mais sem graça por saber que ele sabia que era eu que estava ali, chupando ele. "Vai amor, chupa, não tem problema", disse meu marido. Mas eu continuava com vergonha, até que vi a esposa do casal, do lado de fora, agachar na direção do buraco e me dizer: "Aproveita, amiga. Chupa esta rola, por que esta eu sei que é gostosa", e riu. Diante da descontração da esposa do cara e do incentivo do meu marido (mas, principalmente, ciente de que aquela rola era, de fato, muito gostosa de chupar), comecei a fazer o boquete de novo. Chupava aquele mastro com gosto, sentindo a suco salgado e o cheiro de homem cada vez mais forte. Decidi que iria tentar tirar o pau da boca, se percebesse que ele iria gozar, mas não deu tempo. De repente, senti o jato salgado bater no céu da boca. Instintivamente, dei uma chupada longa e engoli o que estava na boca (tenho certa prática, por que costumo chupar meu marido e deixa-lo gozar em minha boca). Em seguida, senti uma contração em todo o corpo do cara, um gemido longo, e um rio de porra invadiu minha boca. Engoli um pouco. Engasguei. Cuspi outro pouco, e voltei a chupar o pau. A porra continuava saindo. Conforme saia, eu engolia. Chupava mais um pouco, saia mais um pouco, eu lambia e engolia. Enquanto isso, ele gemia e estrebuchava lá fora. Escutei outro gemido ao meu lado. Era Paulo, que acabava de gozar, ao me ver mamar o primeiro pau de um outro homem no BB. Saí da cabine, morrendo de vergonha. Evitei o casal, aquela noite e fomos logo embora. No caminho, Paulo perguntou como eu estava, se tinha gostado. Disse a ele que estava envergonhada e que não queria fazer de novo. Mas, no dia seguinte, domingo, não conseguia esquecer a experiência. Falei para o Paulo, que estava com vontade de tentar uma outra vez. Ele não disse nada. Apenas sorriu. Decidimos que iriamos voltar lá no BB, no final da tarde. Mas, para minha frustração, chegaram parentes em casa e não pudemos ir. Passei a semana inteira ansiosa para entrar de novo naquela cabine para chupar outros paus. No sábado, voltamos, e eu pude iniciar uma atividade que, até hoje não dispenso, sempre que vou no BB: mamar rolas de rapazes gostosos.
Enviado por: Paulo e Paula em 08/06/2015 - 23:54hs.
Comentários:
<< Deixe seu comentário >>
Nome: marceloRJ
Comentário: Adorei seu relato e adoraria ser chupado por você. estarei na casa no dia 31/07. quem sabe?
Enviado em 27/07/2015 - 14:26hs.

Nome: João
Comentário: Vocē me deixou exitado, sorte do seu marido ter uma mulher igual a vocē. Parabéns ao casal.
Enviado em 11/06/2015 - 16:45hs.

Nome: paulo h
Comentário: Q historia deliciosa. Fiquei todo melado e cheio de vontade de gozar na tua boca. Sua chupeta deve ser otima.
Enviado em 09/06/2015 - 15:10hs.

 
Curta a nossa Fan Page
fb.com/barbacantesswing
RECEBA INFORMATIVOS
E PROMOÇÕES DO BB
COMO CHEGAR

Exibir mapa ampliado
Todos os direitos reservados - copyright©2014 - BAR BACANTES - Mais de 17 anos dedicados aos swinguers.
Desenvolvido e criado por DAJ DESIGNERS